Saúde

 
11 alimentos que você deveria parar de comer imediatamente.
Por: Lucas
 
Para muitas pessoas, é muito difícil conciliar uma dieta saborosa com uma dieta saudável. E muitas vezes a pressa acaba tornando as coisas ainda piores, e nem sequer prestamos atenção no que estamos comendo.
Muitos alimentos são nocivos à saúde, e provocam efeitos negativos quanto consumidos em excesso.
Se você quiser ter uma vida mais saudável, deveria considerar parar de comer esses alimentos.
 
Refeições prontas congeladas
 
 
São alimentos práticos, sem dúvida. Acontece que eles são uma grande armadilha para nossa saúde, uma vez que são ricos em sódio e gorduras saturadas, além de conservantes, associados ao aumento de chance de desenvolver câncer.
 
Bolacha recheada
 
Um dos alimentos preferidos dos jovens são os biscoitos recheados, ricos em gordura saturada e que causam um desequilíbrio nas taxas de colesterol provocado pelo aumento do LDL (colesterol ruim) e redução do HDL (colesterol bom). Isso pode em longo prazo provocar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Isso sem falar na grande quantidade de açúcar, que causa diabetes e obesidade.
Refrigerantes
 
Vilões clássicos de uma vida saudável, refrigerantes possuem aproximadamente 10 colheres de chá de açúcar, 150 calorias e entre 30 e 55mg de cafeína, além dos corantes. Tudo isso provoca uma acidez onde são necessários 30 copos de água para neutralizar, e seu rim não agradece por isso. Como defesa contra essa acidez, o organismo libera o cálcio dos ossos na corrente sanguínea, o que pode causar osteoporose.
 
Refrigerante Diet
Ao contrário do que muitos pensam refrigerantes diets acabam sendo ainda piores para o organismo do que os comuns, pois eles possuem aspartame, substância associada a doenças como ansiedade, compulsão alimentar, nascimento de crianças defeituosas, cegueira, tumores, epilepsia, hiperatividade, TPM, entre outros.
 
Caldos e temperos industrializados
 
Você adiciona temperos e caldos industrializados em suas refeições? Deveria parar com isso. Esses ingredientes têm um alto teor de sódio, que causa hipertensão arterial, nefropatias e cardiopatias, além de glutamato monossódico, associado ao surgimento de doenças no sistema nervoso (como Alzheimer e Parkinson) quando consumido em excesso.
 
Sucos de caixinhas
Parecem saudáveis, não? Só parecem. Esses sucos geralmente são vendidos como ricos em néctares que substituem as próprias frutas. Acontece que neles quase não existem nutrientes delas. Enquanto sucos de caixinha possuem um alto teor de açúcares, eles possuem uma baixa porcentagem de frutas. Eles também são ricos em corantes e conservantes que podem causar desde alergias até câncer em longo prazo.
Dê sempre preferência a sucos naturais – quando não há, tome água.
 
Cachorro quente
Muito prático também. O principal ingrediente do popular hot dog é a salsicha, rica em nitritos e nitratos associados ao desenvolvimento de câncer de estômago, além de sódio e gorduras saturadas.
Batata frita
Batata é saudável, mas não frita. Quando ela é exposta a altas temperaturas da fritura, ela perde suas propriedades naturais, além de desenvolver glicação, alteração molecular provocada pela fritura e que pode provocar câncer e doenças cardiovasculares. Opte por comer batata assada ou cozida.
Salgadinho de batata
 
 
Esses salgadinhos são ricos em gordura trans, e pior do que isso possuem substâncias altamente cancerígenas, como a acrilamida, criada quando batatas brancas são muito aquecidas.
Salgadinho de Milho
 
Esses alimentos são ricos em sódio. Caso seja muito fã desses salgadinhos, opte pelos que possuem índices reduzidos, mas evite comer com frequência.
Sorvete
Sorvetes de massa são ricos em gordura trans e corantes. Dê sempre preferência aqueles com baixos níveis dessa gordura ou o bom e velho picolé de frutas.

 

Fonte:  http://misteriosdomundo.org

 

 



 

 

 

 
 
 
 
O açúcar refinado faz mal ao fígado
 
Devemos eliminar o açúcar refinado da nossa dieta. A razão é porque o açúcar refinado não é um alimento, não tem valor nutricional algum, é apenas energético, e acredita-se que retira nutrientes do corpo para ser metabolizado.
 
 

O açúcar é considerado um inimigo da dieta, um vilão da diabetes e um intoxicante  do órgão muito importante o nosso fígado.
 
A relação entre o fígado e o açúcar
 
Nosso fígado é encarregado de depurar e sintetizar enzimas e também ser uma reserva de glicose (energia). É o órgão que nos ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue mantendo o equilíbrio adequado
É importante saber que quando ingerimos os alimentos o fígado armazena o açúcar desses alimentos e quando nossos órgãos e músculos precisam de energia ele produz glicogênio que é o combustível para as atividades celulares.
 
 
Por que o açúcar causa danos ao fígado?
O açúcar refinado que consumimos diariamente e composto por partes iguais de glicose e frutose. A frutose é três vezes mais doce que a glicose
A glicose pode ser metabolizada por qualquer órgão não causando muitos problemas, mas a frutose só é aceita pelo fígado. Então toda a frutose vai parar no fígado, provocando uma sobrecarga e levando-o ao colapso.
Quando o açúcar refinado chega em grande quantidade ao nosso fígado, este processa em quase sua totalidade em gordura. E com o passar do tempo nosso organismo desenvolve uma resistência à insulina. Isso acontecendo nossas células ficam resistentes a esse hormônio, e o pâncreas tentará equilibrar o açúcar produzindo níveis altos de insulina, fazendo que o nosso organismo acumule cada vez mais gorduras.
E mais, devido ao excesso de açúcar no sangue e de insulina, e com isso a função do hormônio chamado leptina e bloqueada. A leptina é responsável por regular nossa sensação de fome.
 
Com o nível alto de insulina o resultado é a hipertensão e a diminuição do chamado colesterol bom (HDL) causando o que se conhece como fígado gorduroso.
 
Muitos acham que o fígado gorduroso é apenas resultado do consumo excessivo de álcool ou de alimentos, mas o açúcar pode causar o problema tornando o fígado inflamado e doente.
Para termos um fígado mais saudável e forte é necessário começarmos a restringir o consumo de açúcar. Existem substitutos muito bons que podem adoçar os alimentos sem comprometer nossa saúde, como:
Estévia, Mel, Néctar de Agave, Xarope de arroz integral, Xilitol, Malte de cevada, Xarope de Bordo, Açúcar de coco, Açúcar de tâmara.
Lembrando, que a maior ingestão de açúcar ocorre porque ele está presente em vários alimentos, doces e salgados.
 
O pão branco tem alto teor de açúcar, assim como refrigerantes, doces, balas, pudins, leite condensado, iogurtes e geléias. É preciso eliminar todos esses alimentos da dieta, preparando suas receitas com adoçantes saudáveis.
 
Dicas de remédios naturais para purificar o fígado:
Alho
 
Consumido em jejum, o alho é um antibiótico natural poderoso e purificador do fígado e do pâncreas. Elimina bactérias, reduz a pressão alta e o colesterol elevado e ajuda a limpar o sangue. O gosto do alho é repulsivo, mas você pode amassá-lo bem e misturá-lo com um pouco de mel, tomando uma colherada de uma vez sem mastigar.
 
Alcachofra
 
 
A água de alcachofra, ou seja o caldo produzido durante seu cozimento faz bem ao fígado. Purifica o órgão e contêm as vitaminas certas para fortalecê-lo e regenerá-lo.
 
Como preparar a água de alcachofra.
Cozinhe duas alcachofras em um litro de água. Quando estiverem bem macias retire as alcachofras e reserve. Você pode utilizá-las em deliciosas receitas. Junte o suco de um limão ao caldo e guarde em uma garrafa de vidro bem tampada. Recomenda-se tomar essa água ao longo do dia, sendo a primeira xícara em jejum, logo de manhã. O ideal é tomar a água de alcachofra durante dez dias e repetir o tratamento a cada mês.
 
Os melhores alimentos para purificar o fígado
Toranja, Chá verde, Vegetais folhosos (couve, espinafre, rúcula, agrião), Clorofila, Abacate, Brócolis, Maçã, Óleo de linhaça, Arroz integral e Aveia.
 

 

 
 
 

7 alimentos que você não deveria ter em sua geladeira

 

 

por Carol Sessa

 

 

 

O consumo de alimentos não saudáveis pela população está cada vez maior, devido à falta de tempo das pessoas e a praticidade no preparo dos mesmos. Além disso, há a mídia, que veicula na TV e em impressos cada vez mais propagandas sobre estes alimentos. Quais seriam eles?

Os alimentos industrializados, ricos em gorduras, sal e açúcar, e que são prejudiciais à nossa saúde. Gorduras e açúcar em excesso podem facilitar o ganho de peso, o aumento das taxas sanguíneas e o desenvolvimento de algumas doenças. O sódio pode predispor à hipertensão e retenção de líquido.

Você tem noção de quanto alimento não saudável há na sua casa? Comece olhando a sua geladeira. Segue abaixo uma lista com os mais comumente encontrados e seus prejuízos:

 

 

Refrigerantes: se encontrados na versão “normal” possuem grande quantidade de açúcar, se na versão “light” ou “zero” apresentam alto teor de adoçantes artificiais, além do gás e outras substâncias químicas. Portanto, uma boa escolha seriam os sucos naturais de frutas, chás ou água de coco.

 

 Sucos industrializados: da mesma forma que os refrigerantes, possuem muito açúcar na versão “normal” e muito adoçante na versão “light”, além dos conservantes. Como já citado acima, escolha opções mais naturais.

 

Alimentos prontos congelados: possuem alto teor de gordura e sódio. Procure preparar os alimentos com ingredientes naturais, que sua refeição será muito mais saborosa e terá uma quantidade significantemente menor de gordura e sódio.

 

 

Temperos prontos para saladas: muito práticos e saborosos, porém, também apresentam alto teor de sódio e gordura. Prepare em casa molhos à base de limão, azeite, sal light e ervas finas que sua salada ficará super saborosa.

 

 

 

Doces de frutas enlatados: com alto teor de açúcar, podem ser substituídos por frutas in natura.

 

Maionese: possui alto teor de gorduras. A versão “light” pode ser uma escolha melhor.

  

 

Temperos prontos para comidas: ricos em sódio e gorduras. Dê preferência aos temperos naturais: alho, cebola e ervas finas.

 A partir desta lista, dê uma olhada na geladeira e veja quanto produto nocivo à sua saúde você pode ter em casa. Lembre-se de dar sempre preferência aos produtos naturais, evitando sempre produtos em “caixinhas”. Desta forma, você garantirá a toda sua família uma alimentação mais saudável.

 

Carol Sessa é nutricionista especialista em Nutrição Humana e Saúde e em Terapia Nutricional. Atua na área de nutrição clínica do "Espaço Terapêutico" em Vila Velha - ES. www.nutricarol.com.br. CRN: 2005100649/ES.

 

 

 

 

 
 

 

As propriedades do abacate

O abacate é rico em vitamina E, gorduras monoinsaturadas, vitaminas, sais minerais e glutationa — um poderoso antioxidante. Seu acentuado valor energético é relacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumento do colesterol HDL (considerado o bom colesterol, pois protege as artérias ao invés de destruí-las).

O abacate é rico em nutrientes, contém proteínas, ferro, hidrato de carbono e substâncias minerais. A sua polpa é rica em vitaminas A, B 1, B 2, E, açúcar, fitosterol, lecitina, tanino e ácido oléico, linoléico e palmítico.

Possui os seguintes minerais: magnésio, que é essencial à vida, ajuda no metabolismo da glicose e a nutrir os nervos e o cérebro; cálcio, que combate a osteoporose; ferro, que combate a anemia tanto em gestantes como em lactantes e ajuda a formar as hemácias; fósforo, que junto ao cálcio ajuda na mineralização dos ossos e nos neurônios, melhorando o raciocínio.

 

Benefícios:

Reduz a taxa de colesterol e pressão sanguínea

Possui ação antioxidante

Age contra prisão de ventre e perturbações digestivas

Possui ação antiinflamatória

Auxilia na desintoxicação do fígado

Evita fadiga mental

Ajuda na formação de ossos e dentes

Fornece energia aumentando a disposição

 

Consumo:

Bata cerca de 3 colheres de abacate com leite desnatado e uma colher de açúcar no liquidificador. A quantidade de leite é pouco menos de um copo. O ideal é que seja como lanche e de preferência diariamente.

 

 

 

 

Beber água é um hábito saudável.

O simples ato de tomar água diariamente pode mudar a vida para melhor, embora muitas pessoas ainda se esqueçam de manter este hábito. A hidratação previne doenças, transporta nutrientes, elimina toxinas, aumenta a circulação cerebral e ajuda na produção de energias, entre outros benefícios.

De acordo com o urologista Dilermando Neto, a ingestão de água contribui para o bom funcionamento do organismo, atuando de maneira completa, em todas as áreas do corpo.

Os benefícios são inúmeros, entre eles, a diminuição do ressecamento de olhos e tecidos das vias aéreas; a melhora no aproveitamento de vitaminas e sais minerais, prevenindo cãibras, dormências, perdas de força muscular, problemas ósseos e dentais; evita a formação de cálculos renais e melhora o hábito intestinal, evitando a constipação.

Pesquisas evidenciam que muitos tratamentos com medicações orais não alcançam o devido sucesso devido à baixa ingestão de água, por parte do paciente. Isso se deveria tanto à má circulação da substância pelo corpo, quanto à má absorção pelo intestino.

 O médico orienta que para manter-se bem hidratado é preciso beber um copo de 200 ml de água por hora em que se está acordado. "Independente da sede, a ingestão deve ser constante e rigorosa", ressalta.

 

 

 

 

 

Sopa Queima Gordura

 

Aprenda essa receita e perca até 5 kilos em uma semana.

 

Origem: Hospital do coração. Usada para pacientes cardíacos com sobre peso que necessitam perder peso rapidamente antes de cirurgias importantes!

 

Modo de preparo

 

Tempere com sal, pimenta, curry, salsa.

Corte os legumes em pedaços pequenos ou médios e cubra com agua.

Pode ser tomada sem restrições de quantidade e horário.

Esta sopa queima calorias, quanto mais é tomada, mais peso é perdido.

Se preferir bata a sopa no liquidificador, ela fica mais gostosa!

 

1º Dia – Todas as frutas, exceto bananas

 

Seu primeiro dia consistirá de todas as frutas que desejar. Menos bananas.

Tome a sopa pelo menos uma vez no dia.

Pode beber chá, café, suco de uva ou agua à vontade, porém sem açúcar.

Coma somente a sopa e frutas do dia. SOPA À VONTADE E FRUTAS À VONTADE! Melancia e melão possuem menos calorias!

 

2º Dia – Todos os Legumes

 

Coma até que esteja farto, legumes frescos de sua preferência, cruz ou cozidos.

Tome quanta sopa desejar!

Tente comer legumes verdes folhosos, mas afaste-se de feijões secos, grão-de-bico, ervilha e milho. Na hora do jantar, se quiser pode comer uma batata grande cozida com manteiga.

LEMBRE-SE: NÃO COMER FRUTAS NESTE DIA.

 

3º Dia – Frutas e Legumes

 

Tome e coma quanta sopa, frutas e legumes desejar.

Não comer batata neste dia. Se tiver feito direitinho é provável que já tenha perdido de 2.300kg à 2.500kg.

 

4º Dia – Bananas e Leite Desnatado

 

Coma até 8 bananas e beba copos de leite desnatado que desejar (no máximo 8).

Tome sopa pelo menos uma vez no decorrer do dia. SOPA À VONTADE.

Bananas e leite possuem calorias, carboidratos, potássio, proteínas e cálcio, que seu corpo estará precisando neste dia particular de sua dieta.

A banana e o leite diminuirão o desejo imenso de consumir açúcar.

 

5º Dia – Bifes e Tomates

 

Você pode comer neste dia 280g à 400g de bife grelhado (carne ou frango), juntamente com o conteúdo de uma lata de tomates frescos e firmes.

Tome sopa pelo menos uma vez no decorrer do dia. SOPA À VONTADE.

Tente beber de 6 à 8 copos de água durante o dia, para lavar e eliminar o ácido úrico que está no seu corpo.

 

6º Dia – Bife e Legumes

 

Coma bife grelhado (carne ou frango), (até 3 bifes grandes e legumes em quantidade razoável- não coma batata). Tome sopa pelo menos uma vez no decorrer do dia. SOPA À VONTADE.

 

7º Dia – Arroz, Sucos e Frutas

 

 

De preferência use arroz integral. Os sucos sem açúcar e os legumes à vontade.

Tome sopa pelo menos uma vez no decorrer do dia. SOPA À VONTADE.

 

A sopa queima gordura (emagrece 5 quilos em uma semana)

 

 

Ingredientes:

 

    1 beringela

    1 nabo

    2 maços de cebolinha

    2 pimentões

    2 tomates picados

    1 repolho grande

    1 pacote de sopa de cebola (ou cebola picada)

    1 cenoura

    2 xícaras de vagem picada

    1 maço de aipo ou salsão

 

 

 

 

 

 

 

Refrigerantes... Fique longe deles!

 

Quem inventou? ...

O refrigerante surgiu em 1676 em Paris, numa empresa que misturou, sumo de limão e água. Em 1772, acrescentou-se gás no líquido, mas foi comercializado somente em 1830.  Qual a composição? - O refrigerante é uma bebida rica em: CORANTES, CONSERVANTES, GRANDES QUANTIDADES DE AÇUCAR, NAS VERSÕES LIGTH, DIET, ZERO CONTEM ADOÇANTES ARTIFICIAIS; CAFEÍNA, UM ACIDULANTE = ÁCIDO FOSFÓRICO.

 

Por que devo evitar refrigerantes?

O consumo frequente aumenta o risco de: cáries, aumento de peso, flatulência (gases), agravamento de casos de gastrite, diabetes, níveis elevados triglicérides sanguíneos, osteoporose.

 

CUIDADO

Quando tomamos refrigerantes, SEJA QUAL FOR O TIPO, normal, diet, light, zero, ocorre um desequilíbrio. Nos refrigerantes existe muito fósforo, e para o organismo processar o fósforo, precisa de cálcio.

 

O CONSUMO EXCESSIVO DE REFRIGERANTE AUMENTA O RISCO DE OSTEOPOROSE

E se for Diet, Light ou zero?

O light possui menos calorias do que o normal; Diet e Zero são produzidos com adoçantes artificiais; Light, Diet e Zero são TODOS prejudiciais a saúde, o consumo deve ser esporádico ....MUITO esporádico!!! De preferência cortá-los completamente da alimentação, pois NÃO TRAZEM NENHUM benefício a saúde....muito pelo contrário!!! Pedem ser PERFEITAMENTE substituídos por: água (mineral de preferência) água de coco e sucos de frutas.

 

Qual a melhor escolha?

SUCO DE LARANJA: carboidratos, cálcio, fósforo, ferro, vitaminas A B2 B3 e C

 

REFRIGERANTE: Estabilizante ET XXII, Flavorizante F-1, Conservador P-1, Corante C-II, Umectante U-III, Acidulante H-III, Antioxidante A-1, Gás Carbônico, açúcar

Alguma dúvida...ainda??

 

REFRIGERANTES – RUIM COM ELES, MELHOR SEM ELES

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é refrigerante. Cada vez mais presente na mesa do brasileiro, esse tipo de bebida é consumido entre todas as faixas etárias e classes sociais. Esclareça agora todas as suas dúvidas sobre o tão consumido refrigerante

 

1- Quais os ingredientes dos refrigerantes?

Os refrigerantes possuem como ingredientes, o açúcar ou adoçante no caso dos light, água gaseificada, extrato de noz de cola ou suco de laranja ou de limão ou extrato vegetal de guaraná, cafeína, corante, acidulante, conservantes, aroma natural ou artificial, entre outros.

 

2- Os refrigerantes causam celulite?

Não. Não há estudos que comprovem a relação entre o aparecimento de celulites e o consumo de refrigerantes. Porém, se sabe que uma dieta desequilibrada, o consumo excessivo de açúcares e gorduras, a ingestão ineficiente de água e fibras, sedentarismo e fator genético estão relacionados com o aparecimento do problema.

 

3- Os refrigerantes podem ser consumidos diariamente?

Não é recomendado o consumo diário de refrigerantes, pois este tipo de bebida é pobre nutricionalmente, sendo então considerado um produto com calorias vazias. Dessa maneira, devemos sempre dar preferência às bebidas mais nutritivas e saudáveis como a água, os sucos de frutas e vitaminas.

 

4- Os refrigerantes light podem ser consumidos à vontade?

Não. Os refrigerantes do tipo light possuem adoçantes no lugar do açúcar simples. O excesso do consumo desse tipo de refrigerante aumenta também a ingestão de adoçantes artificiais, o que não é indicado.

 

5- Refrigerantes podem substituir o consumo de água?

Não. A água é nutriente essencial para o ser humano e deve ser consumida diariamente. A quantidade necessária varia muito de indivíduo para indivíduo, porém recomenda-se que a ingestão seja de cerca de 30 a 40 ml/kg/dia.

 

6- Os refrigerantes possuem cafeína?

Sim, os refrigerantes à base de cola, como os chás, café e chocolate possuem cafeína. A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central. A cafeína, em doses moderadas, produz ótimo rendimento físico e intelectual, com aumento da capacidade de concentração e diminuição do tempo de reação aos estímulos sensoriais. Por outro lado, doses elevadas podem causar sinais perceptíveis de confusão mental e indução de erros em tarefas intelectuais, ansiedade, nervosismo, tremores musculares, taquicardia e zumbido. O café é a fonte mais rica em cafeína. Define-se consumo excessivo como ingestão acima de 600 mg/dia, por isso preste atenção aos rótulos e quantidades desta substância nos refrigerantes e em outros alimentos e bebidas. A cafeína tem sido associada também a refluxo gastroesofágico.

 

7- Os refrigerantes engordam?

O que causa ganho de peso é o desequilíbrio entre o consumo e o gasto de calorias. Consumir mais calorias do que você pode gastar gera ganho de peso. Alimentos e bebidas com alto valor calórico podem colaborar para o ganho de peso. Excesso de refrigerantes contribui com excesso de açúcar que é rapidamente absorvido, relacionado também com risco aumentado de obesidade e diabetes tipo 2.

 

8- A ingestão de refrigerantes está associada a fraturas ósseas?

Estudos mostram uma associação positiva entre bebidas à base de cola e fraturas ósseas em meninas fisicamente ativas. Em estudo grego, o aumento do consumo de refrigerantes do tipo de cola foi associado positivamente com aumento do risco de fraturas ósseas em crianças de 7-14 anos. É sugerido que esses achados estejam associados com a relação cálcio-fósforo na dieta, tendo efeitos deletérios no osso.

 

9- O brasileiro está consumindo mais refrigerantes?

De acordo com a Pesquisa de Orçamento Familiar do IBGE realizada entre 2002 e 2003, O consumo de refrigerantes aumentou 400%, de 1974-1975 a 2002-2003, entre a população brasileira. Conforme aumentam os rendimentos, maior o consumo de refrigerantes pela população brasileira. A participação da bebida na dieta é 5 vezes maior na classe de maiores rendimentos do que na classe de menores rendimentos.

 

10- Um copo de refrigerante possui menos calorias do que um copo de suco de laranja?

Um copo de refrigerante comum possui em média 85 kcal e um copo de suco de laranja natural possui cerca de 90 kcal. Porém, é fundamental perceber que um copo de refrigerante não possui nenhum nutriente, apenas calorias e o suco de laranja possui inúmeras vitaminas e minerais que são fundamentais para o bom funcionamento do organismo, evitando assim doenças relacionadas à má nutrição.

 

Síndrome Metabólica

Tiago Mesquita - A idéia de tomar uma bebidinha refrescante pode até ser boa, mas a verdade é que uma vida longe de doenças é muito melhor. Por isso, cuidado é a palavra,  quando o assunto é refrigerante. Beber uma lata de refrigerante todo dia é o pré-requisito para desenvolver a chamada síndrome metabólica, uma disfunção que aumenta em 50% o risco de doenças cardiovasculares.

A síndrome metabólica causa uma série de problemas de saúde, como o aumento da circunferência abdominal, a diminuição dos níveis de bom colesterol (HDL-c) e a elevação da pressão arterial, por exemplo. É muito comum também estar associada a doenças como derrames, infartos e diabetes.

Um estudo que avaliou 6000 indivíduos com risco para a síndrome metabólica, conclui após 4 anos de análise que 53% dos indivíduos que ingeriram uma ou mais latas de refrigerante ao dia desenvolveram a síndrome. E o mais interessante é que, segundo alguns pesquisadores; não importa se o refrigerante é normal, light ou diet.

Outros estudos apontam o risco de sobrepeso e obesidade em consumidores de refrigerante. Muitos nutricionistas apontam os refrigerantes como o maior mal na dieta de jovens e adultos e um dos principais responsáveis pela epidemia da obesidade. Isso porque os refrigerantes não passam de bebidas cheias de açúcar. O que significa que podem contribuir imensa e ativamente no desenvolvimento do diabetes.

O fato é que não faltam estudos falando a respeito do mal que os refrigerantes representam. E o pior: além de fazerem mal, não fazem qualquer bem. São ricos em corantes, conservantes, estabilizantes, flavorizantes e acidulantes. Tudo que uma alimentação saudável não precisa o refrigerante tem.

O açúcar presente nos refrigerantes é absorvido rapidamente pelo organismo, elevando a glicemia, ou seja, os níveis de glicose no sangue. A elevação da glicemia desencadeia a produção de insulina, o hormônio responsável pela entrada de glicose nas células. O processo provoca uma queda nos níveis de glicose sanguínea, levando o corpo a aumentar a concentração de grelina e outros hormônios capazes de induzir a fome. É assim que os refrigerantes causam ainda mais obesidade.

Uma curiosidade impressionante: cada copo de refrigerante tem açúcar equivalente a nove colheres de chá. E um dado alarmante: nos últimos 30 anos o consumo de refrigerantes subiu 400% no Brasil. Definitivamente os refrigerantes não andam rendendo notícias boas.

Fora a obesidade, os diabetes e as doenças cardiovasculares, o consumo freqüente de refrigerantes também causa cáries, gastrite, osteoporose e níveis elevados de triglicérides. Beber refrigerante estimula a produção de gases, intensificando flatulências.

Mas para evitar tanta dor de cabeça, a dica é muito simples. Substitua o refrigerante por água mineral, água de coco e sucos de frutas. Uma vida saudável com certeza vale mais que um copo de açúcar.

 

Nenhum Benefício à saúde

O consumo de refrigerante não traz nenhum benefício para o corpo. O consumo da bebida engorda e pode até causar problemas gástricos. E ao contrário do que muitas pessoas pensam o refrigerante não é um dos responsáveis pelo terror das mulheres: a celulite. Segundo especialistas, não há nada comprovado, cientificamente, que a bebida seja responsável pelo surgimento daqueles "furinhos" indesejáveis na pele.

Segundo o endocrinologista Walmir Coutinho e o médico ortomolecular,  Márcio Tannuri, ambos do Rio de Janeiro, o refrigerante não traz nenhum benefício nutricional, mas o consumo dos dietéticos é melhor, pois não contém açúcares, por isso não engordam e podem ser ingeridos por diabéticos.

"Em termos calóricos o refrigerante diet, às vezes, é melhor que o suco, mas nutricionalmente não acrescenta nada. É apenas uma opção menos calórica: enquanto um copo de suco de laranja tem 350 calorias o refrigerante diet tem zero", explica Tannuri.

O refrigerante pode ser o responsável por problemas gástricos se for consumido exageradamente, segundo o médico Walmir Coutinho. "Como a bebida tem cafeína também pode causar insônia em algumas pessoas e os não dietéticos prejudicam os dentes com o aparecimento de cáries", alerta.

O consumo em excesso do refrigerante comum pode ser um dos responsáveis pela obesidade, principalmente em crianças, por isso, o endocrinologista Walmir Coutinho recomenda o consumo das bebidas dietéticas, sem restrição de idade.

Já Márcio Tannuri, que é medico da equipe de futebol do Flamengo, recomenda que atletas não bebam refrigerantes antes das atividades físicas, pois a bebida pode causar desconforto abdominal.

 

Refrigerantes: Um Problema para os Dentes

Nas diversas regiões do Brasil, as pessoas usam palavras diferentes para identificar um refresco adocicado e gaseificado — o refrigerante. Porém, não importa o nome que se use, trata-se de algo que pode provocar sérios problemas de saúde bucal.

Os refrigerantes destacam-se como uma das fontes mais importantes de cárie dental presentes na dieta, atingindo pessoas de todas as idades. Ácidos e subprodutos acidíferos do açúcar presente nos refrigerantes desmineralizam o esmalte dental, contribuindo para a formação das cáries. Em casos extremos, o esmalte desmineralizado combinado com escovação inadequada, bruxismo (hábito de ranger os dentes) ou outros fatores pode levar à perda dental.

Bebidas sem açúcar, que respondem por apenas 14 por cento do consumo total de refrigerantes, são menos prejudiciais1. Entretanto, elas são acidíferas e têm potencial para causar problemas.

 

Está-se Bebendo Cada Vez Mais

O consumo de refrigerantes nos Estados Unidos aumentou drasticamente em todos os grupos demográficos, especialmente entre crianças e adolescentes. O problema é tão grave que autoridades de saúde como a American Academy of Pediatrics começou a alertar sobre os perigos.

Quantas crianças em idade escolar bebem refrigerantes? Estimativas variam de uma em cada duas à quatro em cada cinco consumindo pelo menos um refrigerante por dia. Pelo menos uma em cada cinco crianças consome um mínimo de quatro porções por dia.2

 

Alguns adolescentes chegam a beber 12 refrigerantes por dia.

Porções maiores agravam o problema. De 180 ml na década de 80, o tamanho do refrigerante aumentou para 570 ml na década de 90.

Crianças e adolescentes não são as únicas pessoas em risco. O consumo prolongado de refrigerantes tem um efeito cumulativo no esmalte dental. Conforme as pessoas vivem mais, mais pessoas terão probabilidade de apresentar problemas.

 

O Que Fazer?

Crianças, adolescentes e adultos podem se beneficiar com a redução do número de refrigerantes que consomem, e também com as terapias bucais disponíveis. Eis algumas medidas que você pode tomar:

Substitua o refrigerante por bebidas diferentes: Tenha na geladeira bebidas que contenham menos açúcar e ácido, como água, leite e suco de fruta 100% natural. Ingira essas bebidas e estimule seus filhos a fazer o mesmo.

Enxágüe a boca com água: Depois de consumir um refrigerante, faça um bochecho com água para remover vestígios da bebida que possam prolongar o tempo que o esmalte fica exposto aos ácidos.

Use creme dental e solução para bochecho com flúor: O flúor reduz as cáries e fortalece o esmalte dental, portanto escove com um creme dental que contenha flúor, como o Colgate Total® 12. Fazer bochechos com uma solução com flúor também pode ajudar. Seu dentista pode recomendar um enxaguatório bucal que você compra na farmácia ou supermercado ou prescrever um mais concentrado dependendo da gravidade do seu problema. Ele também pode prescrever um creme dental com maior concentração de flúor.

Faça aplicação de flúor com o profissional: Seu dentista pode aplicar flúor na forma de espuma, gel ou solução. Os refrigerantes são implacáveis com seus dentes. Reduzindo a quantidade que você ingere, praticando uma boa higiene bucal e buscando ajuda com seu dentista e higienista, você pode neutralizar seus efeitos e usufruir de uma saúde bucal melhor.

 

Refrigerantes contêm muito açúcar

 

Uso excessivo de refrigerantes pode gerar diabetes e outras doenças.

O preferido da maioria das pessoas durante as refeições, os refrigerantes são líquidos que não trazem nenhum benefício ao nosso corpo. A bebida auxilia no aumento de peso e, além disso, pode gerar problemas gástricos futuramente.

De acordo com o nutrólogo Maximo Asinelli, o refrigerante literalmente não traz nenhum benefício nutricional ao corpo humano. “O fato é que os refrigerantes têm muito açúcar. Ainda vale como conselho adotar refrigerantes diets, que são menos adocicados”.

O Dr. Asinellis também desaconselha a ingestão diária dos refrigerantes diets, pois também possuem grandes quantidades de açúcar. “Mesmo assim, às vezes ele acaba sendo melhor do que o suco, mesmo não adicionando nada nutricionalmente, mas é uma opção menos calórica aos que tem medo de engordar”.

Outros problemas que podem ser gerados são problemas gástricos, caso exista um consumo exagerado da bebida. “Além disso, alguns desses líquidos têm muita cafeína e pode causar insônia”, esclarece o Dr. Maximo.

De qualquer forma o consumo exagerado de refrigerantes pode ser um dos grandes responsáveis pela obesidade, principalmente a ocasionada em crianças. Todos esses problemas podem ser geradores de outras doenças, e é ai que tudo pode piorar. “Evitar beber refrigerantes em excesso é o começo de uma vida mais saudável”, finaliza o nutrólogo.

 

Refrigerante e saúde.....uma associação IMPOSSÍVEL

Pense bem na sua alimentação e diga sinceramente se você consegue resistir ao bom e velho refrigerante? É claro que sua resposta pode ser sim, mas nesse caso você pertence à pequena faixa de 5% dos brasileiros que não ingerem o líquido.

A pesquisa, publicada na revista Carta Capital, representa o universo do consumidor brasileiro entre zero e 60 anos. Números novos, mas que não espantam. É só lembrar os últimos cafés da tarde ou almoços de domingos pra saber: feliz ou infelizmente, o alimento já faz parte de nossas vidas.

O consumo tem aumentado a cada ano, e os maiores responsáveis por isso são as crianças e os adolescentes. Cada vez mais, a geração que mistura fast food, internet, televisão e falta de tempo, abdica da alimentação natural para se render aos "industrializados". Nessa brincadeira, o refrigerante já é até considerado por muitos, como a melhor alternativa para matar a sede.

Especialistas afirmam que há até mesmo uma explicação para que o refrigerante seja entendido pelo nosso organismo como algo muito gostoso e bom para ser digerido: algumas substâncias, como os acidulantes e os corantes chegam a gerar uma sensação de maior aceitação e melhor sabor para quem ingere o refrigerante na hora da sede.

Mas toda mudança de hábito gera conseqüência. E com a maior inserção do refrigerante no nosso organismo a história não poderia ser diferente. Além de representarem produtos não naturais, os refrigerantes também possuem altas taxas de açúcar, a vilã da barriguinha, da celulite, das cáries e da diabetes.

As conseqüências da ingestão do refrigerante no organismo de cada um são variadas e dependem de fatores como genética, predisposição e também da periodicidade e quantidade ingerida por cada um. Mas infelizmente, apesar das variações, o resultado maléfico é sempre constante.

 

Barriguinha e refrigerante

Está constatado: refrigerante consumido em excesso engorda e pode ajudar na formação da famosa barriguinha. Pessoas que consumem o produto mais de duas vezes por semana estão predispostas ao aparecimento de mais células adiposas, que são as responsáveis pela gordura do corpo.

A Fisioterapeuta Dermato Funcional, Milena Medeiros (foto), explica que todos os alardes que dizem respeito ao refrigerante e ao fato da pessoa engordar estão relacionados às altas taxas de açúcar que eles contêm. Para se ter idéia, um suco de laranja, ingerido na mesma quantidade que o refrigerante, possui praticamente a metade das calorias dele.

As altas taxas de açúcar do refrigerante aumentam a insulina do organismo, que por sua vez acelera o processo de lipogênese. Esse processo é o responsável pela formação da gordura no corpo, logo, quanto mais refrigerante você consumir, maiores são as suas chances de engordar.

Outra questão. A formação da gordura no organismo tende sempre a aumentar, até um "ponto limite", nunca regredindo. Ou seja, quando você engorda, você adquire novas células, ou "incha" as que já possuem. Mas quando emagrece só "murcha" as células, não as perde. É um processo injusto, diga-se de passagem, para quem acaba perdendo as contas e saindo do peso, mas é importante que se tenha isso em mente antes de sair devorando latas e latas de algum refrigerante por aí. Se você engordar pelo açúcar que está presente neles, mais difícil vai ser de voltar ao seu peso depois.

E cuidado: não confunda refrigerantes lights e diets, imaginando que com eles você se livra do açúcar e não engorda. A dica de Milema é que preferência seja dada aos lights, se a preocupação é com o peso. (leia a matéria)

O porquê? É que refrigerantes diets foram feitos para pessoas que não podem ingerir algum tipo de substância no organismo, logo, não possuem açúcar, mas possuem gordura. Já os lights vêm com uma redução de 25% no açúcar e são isentos de gordura, coisa que geralmente não é muito difundida. Dica da dermato funcional: prefira os 25% dos lights e fuja da gordura, pra garantir maiores resultados na perda de peso.

 

O Caso da Celulite

Tem gente que não consegue nem ouvir falar do que é considerado por muitos como "o desafio da mulher contemporânea". Se você se encaixa nesse perfil, passe longe das latinhas e embalagens de dois litros da tão discutida bebida: refrigerante causa celulite sim e é um dos maiores responsáveis pelo aparecimento dos tão temidos "furinhos".

O que acontece é que, através das grandes taxas de açúcar presente na composição do refrigerante, fica inevitável impedir a compressão dos vasos sanguíneos pelas células adiposas que aumentam de tamanho ou aparecem com a ingestão excessiva dos refrigerantes.

Essa compressão gera uma projeção na pele que é o que geralmente chamamos de celulite, que, importante deixar claro, também sofre alterações relacionadas a fatores como circulação, genética e tipo físico.

 

Particularidades das colas

Refrigerantes à base de cola podem ser ainda mais complexos. Todos eles são carregados do mineral fósforo, que, se consumido em excesso, diminui a absorção do cálcio pelo organismo. A deficiência do cálcio pode trazer diversos problemas, sendo que o problema mais comum é a osteoporose.

Refrigerantes que possuem noz cola em sua composição também aumentam a produção do ácido estomacal já comumente produzido pelo órgão. Com o aumento dessa secreção, fígado e rim ficam sobrecarregados, trabalham mais do que deveriam e provocam mudanças no metabolismo de quem exagera na cola.

 

Fonte: Petrobras – Nutricionistas Compartilhados / RNNE / SMS / SSO

http://cyberdiet.terra.com.br/cyberdiet

http://www.vivaviver.com.br

saude.terra.com.br

http://www.colgate.com.br/app/Colgate/BR/

http://www.revistavigor.com.br/2009/

Blog Saúde da Nova Era

 

 

 

 

 

 

 

CONHEÇA O LADO BOM E RUIM DO CAFÉ.

 

 

 

 

 

 

 

 

O lado bom

O café é composto por quase 1000 substancias diferentes, dentre elas diversos antioxidantes, como os ácidos clorogênicos (compostos fenólicos), sais minerais e vitamina B3. Os antioxidantes ajudam a minimizar a degeneração das células do organismo, e tem ação benéfica na prevenção de alguns tipos de câncer (fígado, cólon e reto), cirrose hepática, do diabetes tipo 2, do mal de Parkinson, e outras doenças e sintomas como depressão e dor de cabeça.

Alguns pesquisadores acreditam que seus efeitos antioxidantes são comparáveis aos das vitaminas C, E, e do betacaroteno. O curioso, e pouco divulgado, é que o café é mais rico em poder antioxidante que o famoso chá verde. Uma xícara de cafezinho contem aproximadamente 260 mg de antioxidantes, quase o dobro de uma xícara de chá verde, que contem em média 150 mg.

Ele também contem uma dose apreciável de cafeína, uma xantina estimulante do sistema nervoso central, que em pequenas doses estimula a função mental, a atenção, e a performance em atividades físicas. Também tem ação termogênica, o que ajuda no processo de emagrecimento, dando uma acelerada no metabolismo

O outro lado

O excesso de cafeína pode levar à insônia, nervosismo e irritação, aceleração do ritmo cardíaco, aumento da pressão arterial, irritação da mucosa do estomago causando dor tipo queimação. Outros estudos mostram que o consumo excessivo (mais de 4 xícaras por dia) pode levar a uma redução de densidade óssea, pois o líquido negro facilitaria a excreção de minerais importantes como o cálcio e magnésio, além de reduzir a absorção de ferro (mineral essencial para prevenir anemias).

Para quem toma muitos cafezinhos, com açúcar ou mesmo adoçante, também há o comprometimento da saúde pelo excesso de glicose ou das substancias químicas presentes nos edulcorantes artificiais.

Na prevenção do diabetes não vale tomar o café com açúcar nem adoçante, o ideal é se habituar a ingerir o café amargo ou com um pouco de leite.

Como tomar para aumentar os benefícios

Quando o café é torrado a temperaturas muito altas ele perde grande parte do poder antioxidante. O ideal é o café do tipo suave, com sabor menos pronunciado porém mais rico em ácidos clorogênicos, pois é torrado em temperaturas mais baixas.

Da mesma forma, não se deve usar água fervente no momento do preparo para evitar destruir estas preciosas moléculas antioxidantes – use a água quando as primeiras bolhas começarem a se formar.

Depois de preparar a bebida tome imediatamente, o tempo é inimigo dos compostos fenólicos, e após 1 hora o seu teor já está muito reduzido ou não resta mais o princípio ativo antioxidante.

O pó de café deve ser armazenado na geladeira para preservar por mais tempo o teor de antioxidantes.

O ideal é não tomar grandes quantidades de uma vez só, e jamais ultrapassar o limite de quatro xícaras diárias. Crianças em idade escolar podem tomar uma xícara de café com leite por dia.

Fonte:

Adquira excelentes produtos naturais em:

https://www.riquezanatural.com.br/ref/afernandes.html

 

 

 

O que é Pediculose ?

Biólogo – Julio Viana Barbosa

Fundação Oswaldo Cruz

 

É uma doença provocada pela infestação de piolhos. Pode-se encontrar os seguintes tipos de Pediculose em função dos três tipos de piolhos que parasitam o ser humano:

(a) Pediculose do Couro Cabeludo: provocada pela presença do Pediculus humanus var capitis e lêndeas presas nos fios de cabelo, atinge preferencialmente crianças em fase escolar;

(b) Pediculose do Corpo: que tem como causador o Pediculus humanus var corporis (vulgarmente conhecido como muquirana) e lêndeas que são depositadas nos pêlos e roupas dos indivíduos;

(c) Pediculose Pubiana: causada pelo Phthirus pubis (vulgarmente chamado de chato) e lêndeas que são colocadas nos pêlos pubianos.

O que é o piolho?

É um inseto que não voa, não pula, pode parasitar o couro cabeludo, corpo e região pubiana, se alimenta de sangue humano e vive em torno de 30 dias. Dependendo da espécie a fêmea pode colocar até 300 ovos durante sua vida.

Como transmite?

A transmissão acontece:

- Pelo contato pessoal (direto) dos indivíduos infestados.

- Pelo uso coletivo de utensílios como: pente, boné, travesseiro, lenço de cabeça, presilha, almofada, etc.

Como tratar?

Passar freqüentemente o pente fino no mínimo uma vez ao dia. Para cabelos crespos ou ondulados, use antes um creme rinse.

Quando estiver passando o pente fino, utilize sempre um pano branco evitando assim que os piolhos caiam na roupa.

Os piolhos, lêndeas e ninfas que caírem no pano, devem ser deixadas em vinagre diluído em água por um período de 30 minutos, para que sejam mortos.

Retirar todas as lêndeas de acordo com os seguintes passos:

a) Molhar um pedaço de algodão em vinagre (diluído em água na proporção de 1:1);

b) Selecionar 3 ou 4 fios de cabelo que estejam com lêndeas;

c) Com ajuda do algodão embebido em vinagre diluído, envolver os fios de cabelo (3 ou 4 no máximo) pressionando-os entre os dedos;

d) Puxar lentamente no sentido da base do cabelo para a ponta e com a outra mão, segurar a base do cabelo para não machucar a criança;

e) Trocar sempre que necessário o algodão, desprezando-o em um frasco com vinagre diluído em água para matar as lêndeas;

Nunca usar querosene, neocid ou qualquer outro inseticida, pois são tóxicos ao ser humano.

Ferver os objetos pessoais, tais como: pente, boné, lençol e roupas.

Como evitar?

Inspecionar a cabeça diariamente a procura de piolhos e lêndeas.

Passar assiduamente o pente fino.

Não compartilhar objetos pessoais, tais como: travesseiro, pente, boné, lenço de cabeça, presilha, etc.

Obs.:

Ao contrário do que se pensa geralmente quem tem piolhos, não significa falta de higiene, o piolho é totalmente democrático atinge a todas as camadas sociais.

Nenhum medicamento mata as lêndeas ( ovos dos piolhos).

Disque piolho – Fundação Oswaldo Cruz tel.: (21) 2598-4379 ramal 126

Site: www.piolho.fiocruz.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veneno Ecológico Extremamente Natural

Vivendo e aprendendo…

Método usado por criadores de pássaros.

Combatendo os ratos

Mudei-me há poucos meses para o primeiro andar de um prédio e, como todo paulistano, estou sendo vítima desses indesejáveis hóspedes.

Pergunta daqui, pergunta dali… uma amiga me disse que feijão triturado matava ratos, mas não detalhou porque… fui pesquisar e descobri esse estudo da Universidade Federal de Pelotas.

É FATO !

Como fazer:

Pegue uma xícara de qualquer feijão cru (sem lavar mesmo), coloque no multiprocessador, ou liquidificador (SEM ÁGUA) e triture até virar uma farofinha bem fininha, mas sem virar totalmente pó.

Onde colocar:

Coloque em montinhos (uma colher de chá) nos cantos do chão, perto das portas, e janelas (sim eles escalam as janelas), atrás da geladeira, atrás do fogão, atrás de tuuuuuuuuudo !

O que acontece:

No arquivo do link consta o detalhamento técnico, mas esmiuçando em português claro…: o rato come essa farofinha, delicia… nhami nhami… mas ele não tem como digerir o feijão (cru), por falta de substâncias que digerem feijão cru, causando assim um envenenamento natural por fermentação.

Resumindo: Eles morrem em até 3 dias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Harvard – 20 Conselhos para melhorar qualidade de vida.

As universidades de Harvard e Cambridge publicaram recentemente um compêndio com 20 conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual

1- Um copo de suco de laranja diariamente para aumentar o ferro e repor a vitamina C.

2- Salpicar canela no café (mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).

3- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral que tem quase 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais ferro que tem o pão branco.

4- Mastigar os vegetais por mais tempo. Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham os vegetais, melhor efeito preventivo tem.

5- Adotar a regra dos 80%: servir-se menos 20% da comida que ia ingerir evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

6- O futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

7- Fazer refeições coloridas como o arco-íris. Comer uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

8- Comer pizza. Mas escolha as de massa fininha. O Licopene, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é mais bem absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza.

9- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente. As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória… Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova… Leia um livro e memorize parágrafos.

11- Usar fio dental e não mastigar chicletes. Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração. Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

12- Rir. Uma boa gargalhada é um ‘mini-workout’, um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida. Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e os anticorpos.

13- Não descascar com antecipação. Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos. Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer.

14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando. Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

15- Desfrutar de uma xícara de chá. O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias. Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16- Ter um animal de estimação. As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University. Os mascotes fazem você sentir se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue. Os cães são os melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

17- Colocar tomate ou verduras frescas no sanduíche. Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School.

18- Reorganizar a geladeira. As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem. Por isso é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo.

19- Comer como um passarinho. A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes. E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20- E, por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:

- Comer chocolate. Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio.

- Pensar positivamente. Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, que pegam gripes e resfriados mais facilmente.

- Ser sociável. Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família.

- Conhecer a si mesmo. Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o ‘ser’ sobre o ‘ter’ têm 35% de probabilidade de viver mais tempo.

Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos… É exatamente o que diz certa frase de Sêneca: ‘

‘Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável’!

 

 

Depois de ler isto, você não vai olhar para uma banana da mesma maneira.

Contendo três açúcares naturais; sacarose, frutose e glucose, combinados com fibras a banana vai te dar uma reserva instantânea de energia. Pesquisas provam que somente 2 bananas dão energia para 90 minutos de trabalho pesado. Não admira a banana ser o fruto mais consumido entre os atletas. Mas energia não é o único benefício que a banana traz, ela ajuda a prevenir um substancial número de doenças.

Depressão: De acordo com recentes estudos, a maioria das pessoas que habitualmente sofrem com depressões sentiram-se substancialmente melhor depois de comerem uma banana. Isto acontece porque a banana contém um tipo de proteína que o corpo converte em serotonina, substância que ajuda a relaxar e faz sentir melhor.

Anemia : Fortes em ferro, as bananas estimulam a produção de hemoglubinas e ajudam em caso de anemia.

Pressão Arterial : Este fruto tropical é muito rico em potássio e pobre em sal sendo perfeito para descer a pressão arterial. A Food and Drug Administration, nos Estados Unidos até permitiu aos produtores de bananas usarem isso como publicidade.

Cérebro : 200 estudantes comeram uma banana ao pequeno almoço, ao almoço e ao lanche e provou-se que o potássio presente no fruto ajudou-os a melhorar a sua concentração.

Obstipação : Ricas em fibras, a inclusão de bananas nas dietas ajuda a normalizar o trânsito intestinal, permitindo debelar os problemas sem o uso de laxantes.

Dor de cabeça : Uma das maneiras mais rápidas de curar uma dor de cabeça é fazer um batido de banana com mel. A banana acalma o estômago e com a ajuda do mel aumenta os níveis de açúcar no sangue enquanto o leite acalma e hidrata todo o teu sistema.

Cansaço matinal : Comer uma banana entre as refeições ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue elevados, combatendo o cansaço.

Picadas de insectos : Quando for picado por um inseto, experimenta esfregar a zona afetada com a parte de dentro de uma casca de banana.  A irritação vai acabar.

Nervos : Bananas são ricas em vitamina B , que acalmam o sistema nervoso. Pesquisas em 5.000 pacientes, chegaram à conclusão que os mais obesos são aqueles que têm trabalhos de muita pressão. O relatório concluiu que para combater isto, devemos controlar os nossos níveis de açúcar no sangue devendo consumir comida com muitos hidratos de carbono, como a banana.

Úlceras : A banana é usada nas dietas contra as desordens intestinais pela sua textura suave e por causa de ser um fruto muito macio. É o único fruto que pode ser comido sem causar distúrbios mesmo nos casos mais graves. Ela também neutraliza a acidez excessiva e reduz a irritabilidade criando uma camada nas paredes do estômago.

Controle de temperatura: Muitas culturas vêm a banana como um fruto ‘calmante’ porque consegue baixar a temperatura, quer física quer emocional, nas mulheres grávidas. Na Tailândia, por exemplo, é hábito as mulheres grávidas comerem bananas para se assegurarem de que o seu filho nasce com a temperatura correta.

Fumar : As bananas podem ajudar quem quer deixar de fumar. As vitaminas B6 e B12, o potássio e o magnésio que contêm, ajudam o corpo a recuperar dos efeitos da falta de nicotina.

Stress : O potássio é um mineral vital que ajuda a normalizar o batimento cardíaco, que auxilia a ida do oxigénio para o cérebro e que regula a repartição de água pelo corpo. Quando estamos ‘stressados’ o nosso metabolismo altera-se reduzindo os níveis de potássio. Podemos ajustá-los com a ajuda deste fruto, rico em potássio.

Cortes : De acordo com o ‘New England Journal of Medicine’, comer bananas regularmente pode reduzir o risco de morte por cortes até mais de 40%! Assim, a banana é um remédio natural para muitos males. Acrescentado só uma coisinha, a banana ajuda a ajustar o organismo no chamado ‘jet leg’. Para quem viaja de um continente para outro com muitas horas de diferença do fuso horário, comendo bananas, devido as propriedades do potássio, o organismo consegue ajustar mais depressa ao novo horário.

Comparando-a com a maçã, tem o quádruplo das proteínas, o dobro dos hidratos de carbono, três vezes mais fósforo, cinco vezes mais vitamina A e ferro e o dobro das outras vitaminas e minerais. É um fruto rico em potássio e uma das mais saudáveis comidas existentes.

NÃO CUSTA TENTAR…

 

 

 

 

Os poderes da banana verde

Saibam como incrementar as suas refeições e ganhar saúde em dobro…

Por Daniela Jobst – Nutrição

Produzida na maioria dos países tropicais, a banana é uma das frutas mais consumidas no mundo, tendo o Brasil como o segundo maior produtor e primeiro consumidor mundial. As variedades mais difundidas no País são: Prata, Maçã, Terra e Nanica.

A banana é considerada hoje uma das principais fontes de amido na dieta dos trópicos, onde é consumida normalmente cozida quando ainda verde. A análise da composição química comprova que a banana não é somente rica em carboidratos e energia, mas possui também elevadas proporções de minerais e vitaminas.

A banana verde na forma cozida é apropriada ao preparo de subprodutos, como a farinha e a biomassa (polpa e/ou casca verde cozida e processada), devido ao seu alto conteúdo de amido presente na polpa e também nas fibras na casca. Outra vantagem para sua utilização é a palatabilidade conferida pelo amido presente na banana verde, que é bastante superior ao das fibras provenientes e cereais integrais, permitindo suas aplicações nas mais diversas preparações doces e salgadas, que ficam ainda mais nutritivas.

A banana apresenta boas quantidades de minerais, que pouco variam com a maturação da fruta, sendo sempre um pouco maior nas bananas verdes. Os minerais que mais se destacam é o potássio, fósforo, cálcio, sódio e magnésio. Quanto às vitaminas, as que mais chamam atenção são A, C e complexo B. A vitamina C atinge seu ponto máximo na primeira fase de maturação (coloração verde-amarelada), decaindo até níveis mínimos quando a casca começa a apresentar machas marrons.

Além de minerais, vitaminas e proteínas, a banana verde destaca-se pelo seu conteúdo e Amido Resistente (AR) forma do amido e dos produtos de sua degradação que não são digeridos e absorvidos no intestino delgado de indivíduos sadios, podendo ser fermentado no intestino grosso.

Banana Verde e Índice Glicêmico: Benefícios à saúde têm sido atribuídos aos alimentos ricos em amidos, que sejam relativamente ou absolutamente resistentes à digestão no intestino delgado, como por exemplo, a banana verde. A velocidade de digestão do amido determina o índice Glicêmico (IG) de um alimento. Alimentos com digestão lenta, e baixo IG, têm sido associados com o melhor controle de diabetes, ou mesmo a sua prevenção quando consumidos a longo prazo.

Banana Verde e Doenças Cardiovasculares: O efeito do consumo crônico de AR na redução dos níveis de colesterol e triglicérides tem sido bastante favorável, contribuindo com seus atributos no tratamento de dislipidemias e na prevenção de doenças coronarianas.

Banana verde e Armazenamento de Gordura: Evidências indicam que o AR, associado na dieta com outros alimentos de baixo índice glicêmico, é capaz de desempenhar efeito semelhante ao das fibras como indutor da saciedade, sendo o controle da glicose o mecanismo chave para este efeito.

Diante das fortes evidências científicas que comprovam os efeitos benéficos de dietas enriquecidas com AR na manutenção da saúde e na prevenção de doenças crônica, como o câncer e doenças do cólon, diabetes tipo II, dislipidemias, doenças coronárias e obesidade, fica evidente que a banana verde e seus subprodutos, podem ser considerados um potente alimento funcional, que deve ser introduzido e estimulado no hábito alimentar brasileiro.

 

Receita da farinha de banana verde:

- 6 bananas verdes de tamanho médio cortadas em rodelas finas.

Deite as rodelas de banana verde em uma assadeira e asse em forno baixo, após 20 minutos vire as rodelas e deixe por mais 20 minutos. É importante deixar uma colher de inox entre o forno e a porta para que o forno deixe evaporar a água evaporada da banana.

Depois de seca, bata no liquidificador na posição pulsar, evitando que a farinha não fique muito fina.

 

Receita de farinha de banana verde (outra receita – Embrapa)

Escalde as bananas em água fervente, por dois minutos. Descasque e corte em tiras. Coloque em um tabuleiro, dispostas lado a lado. Leve ao forno e deixe torrar até ficarem esturricadas, quebradiças e esfarinhando na mão. Passe em uma máquina de moer ou liquidificador e depois passe em uma peneira fina.

Modo de usar as farinhas de frutas: Se o objetivo é emagrecer, consuma 2 colheres 30 minutos antes do almoço e 30 minutos antes do jantar, para diminuir a fome. Se o objetivo for outro, pode misturar na alimentação.

 

 

Emagrecer, ficar em forma, não é apenas uma questão de vaidade, é também uma questão de saúde.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde são alarmantes: 43% dos brasileiros que moram nas capitais estão com sobrepeso. Ou seja, gordos.

Consequentemente, o número de mortes por diabetes, doença relacionada à obesidade, aumentou.

Agora vem a boa notícia: pesquisadores na Inglaterra montaram um manual prático e muito simples para emagrecer sem passar fome. São dez dicas e todas comprovadas cientificamente.

Lápis e papel na mão? Então vamos lá!

Todo mundo sabe que tipo de comida engorda e mesmo assim, 400 milhões de pessoas no mundo sofrem de obesidade. Deixou de ser uma questão de vaidade. Virou epidemia.

Pesquisadores britânicos vão mostrar agora o que realmente funciona na hora de perder peso.

1- Nunca pule uma refeição

Ao contrário do que se pensa pular refeições engorda! E você vai saber por quê.

Michael é jornalista e aceitou participar de uma experiência para mostrar o que acontece no cérebro quando pulamos uma refeição.

No primeiro dia, ele tomou um bom café da manhã e depois fez um exame de ressonância magnética funcional. Dentro do aparelho, mostraram a Michael imagens de legumes e saladas e de comidas bem calóricas, como doces e batatas fritas. Como Michael estava satisfeito, o cérebro dele não deu a menor bola pro que viu.

Na manhã seguinte, o jornalista fez o mesmo exame, só que em jejum. Na hora da salada, uma área do cérebro dele esboçou uma leve reação, mas quando viu doces cheios de açúcar, aqueles que destroem qualquer dieta, a mesma região do cérebro foi à loucura.

Tudo isso é culpa de um hormônio: a grelina. Quando pulamos uma refeição e nosso estômago fica vazio, a grelina manda para o cérebro mensagens urgentes do tipo: ’emergência, estamos a zero! Consiga toda a comida que puder‘!

Nosso cérebro então, muito obediente, manda a gente atacar tentações bem calóricas para recompensar nosso “pobre” estômago vazio. Pronto, a dieta foi por água abaixo!

Então, já sabe. Nunca, jamais, em hipótese alguma, pule uma refeição.

E por falar em refeições, vamos para a dica número 2. Tão simples que parece provocação, mas funciona muito bem. Palavra da ciência.

2- Coma em um prato menor.

Se você trocar um prato com 30 centímetros de diâmetro por um de 25 centímetros, você provavelmente vai comer 22% menos. Duvida? Pois um estudo comprova a teoria. Em um cinema dos Estados Unidos, metade da plateia recebeu um pacote normal de pipoca. A outra metade, um pacote gigante. As duas porções eram generosas, tanto é que a maioria das pessoas não deu conta de tudo.

Mesmo assim, quem ficou com os pacotes maiores comeu 45% a mais do que os outros. Eles simplesmente não conseguiram parar de comer mesmo quando ficaram satisfeitos.

3- Conte as calorias

Para tudo o que você gosta de comer ou beber, existe uma versão light. Prefira um cafezinho, que tem só 10 calorias em vez daquele cappuccino, que tem 100. Uma salada com frango grelhado tem 250 calorias. Uma com mussarela de búfala, torradinhas e molho cremoso, sobe pra 450 calorias.

Quer comer pizza? Peça uma fininha, de queijo com tomate e já serão 850 calorias. Agora, se você for chutar o balde com uma pizza de calabresa, serão mais de 1400 calorias. Sem falar na culpa!

Mas o que dizer daqueles gordinhos que estão sempre comendo coisas saudáveis e mesmo assim não emagrecem? Pois é, alguns gordinhos só comem coisas saudáveis e mesmo assim não emagrecem de jeito nenhum.

Debbie, por exemplo, nunca come frituras, massas ou doces e, mesmo assim, está muito acima do peso. Para ela, só tem uma explicação: o metabolismo dela é lento.

Será? Médicos avaliaram o índice metabólico de Debbie, ou seja, quantas calorias o organismo dela queima para se manter vivo. Quarenta minutos depois de fazer um teste permanecendo deitada, veio a surpresa. O metabolismo de Debbie é absolutamente normal. Então por que ela não emagrece? Cientistas decidiram investigar o caso da atriz.

Durante cinco dias, Debbie se dispôs a fazer um diário de tudo o que come e vai ter que tomar todo os dias um líquido que permite medir quantas calorias Debbie comeu e quantas queimou. Sai tudo no xixi.

A atriz prometeu contar tudo o que comia, tim-tim por tim-tim. Com uma câmera de video, Debbie relatou comer pouco mais de mil calorias por dia. Só que os exames de urina deram um resultado bem diferente: três mil calorias diárias! Debbie simplesmente esqueceu-se de contar dois terços do que comeu.

E isso não é coisa de gordinho, não! Estudos mostram que todo mundo esquece metade do que de fato come.

Então, vamos à próxima dica:

4- Pare de culpar seu metabolismo e preste muita atenção no que você está comendo!

Uma salada de frutas grande, por exemplo, é muito saudável, mas tem muitas calorias.

Agora, vamos aprender a usar o metabolismo a nosso favor!

5- Capriche na proteína

Carnes magras, feijão, ovos e peixes dão uma sensação maior de saciedade. Bastam 10% a mais proteína no seu café da manhã e você vão comer menos no almoço.

Especialistas em nutrição fizeram um teste com três operários de tipos físicos e metabolismos semelhantes. Antes do trabalho, cada um tomou um café da manhã com o mesmo número de calorias, mas muito diferentes.

Mick comeu mais carboidratos, nutrientes que estão nos pães, massas e batatas. Já o café da manhã de Willy tinha mais gordura. E o de Charlie, mais proteína, como ovos e presunto magro.

Quatro horas depois, eles almoçaram. Chalie, que comeu mais proteínas, quase não sentiu fome. Comeu muito menos do que os colegas.

Isso acontece porque, de todos os nutrientes, a proteína é a que mais libera um hormônio precioso para quem quer emagrecer. O hormônio da saciedade.

6- Aposte nas sopas

A dica número seis, prova que existe outro jeito bem simples de seguir com sua dieta sem morrer de fome: sopa!

Pesquisadores fizeram um teste revelador com duas equipes de recrutas do Exército inglês. A equipe amarela comeu no almoço uma boa porção de frango, legumes e arroz, com um copo de água para acompanhar. A equipe vermelha comeu exatamente a mesma coisa, mas tudo batido no liquidificador. Uma sopa bem consistente.

Depois do almoço, o volume de comida no estômago dos recrutas foi medido com um aparelho de ultrassom. Duas horas depois, os recrutas que almoçaram o frango sólido tinham bem menos comida no estômago e começavam a sentir fome. Já a equipe vermelha, que tomou sopa, ainda estava de barriga cheia.

Isso acontece porque, quando comemos alimentos sólidos acompanhados de líquidos, como água ou sucos, esses líquidos logo seguem pelo sistema digestivo, e o volume no estômago fica menor. Por isso, a comida é processada mais rapidamente pelo organismo. Já uma sopa bem grossa, batida, demora mais para ser digerida. Você fica satisfeito por muito mais tempo. Então, aposte nas sopas!

7- Evite comer de tudo um pouco, faça escolhas

Pastilhas de chocolate coloridas, por exemplo, fazem muito mais sucesso do que as de uma cor só. Quando estamos em um restaurante a quilo, o excesso de opções é uma tentação, e acabamos exagerando um pouquinho.

Estudos mostram que, quando a oferta é grande, chegamos a comer 30% a mais. Então, já sabe: variedade exagerada é inimiga da dieta.

8- Laticínios podem ajudar você a eliminar gordura

Agora, os amigos da dieta! A gordura e o cálcio são, então, eliminados nas fezes. Novas pesquisas mostram que o cálcio que está nos queijos, iogurtes e leite cola nas moléculas de gordura presentes no que acabamos de comer. A combinação vira uma espécie de sabão, que o intestino delgado não consegue absorver. Essa gordura segue, então, seu caminho e vai parar no vaso sanitário.

Mas se você quer mesmo emagrecer, esqueça os queijos gordurosos. Estamos falando de leite, coalhada e iogurte desnatado e queijos magros, como a ricota e o queijo minas.

9- Você pode queimar gordura dormindo.

Essa dica é animadora. Mas antes de ir correndo pra cama, saiba que isso só vai acontecer se você fizer algum tipo de exercício. O jornalista inglês Michael Mosley duvida que isso seja verdade, mas aceitou fazer um teste. Encarou a esteira em ritmo moderado. Andou nove quilômetros em uma hora e meia.

Quase morreu de cansaço. E de decepção, quando soube do resultado. Analisando o ar exalado por Michael, o pesquisador descobriu que ele tinha queimado menos de 20 gramas de gordura.

No dia seguinte, Michael voltou ao laboratório para uma segunda bateria de testes, desta vez, em repouso. E então veio a grande surpresa. Depois dos exercícios, durante o sono, o organismo de Michael eliminou outros 49 gramas de gordura, mais do que o dobro da gordura perdida na esteira.

Isso acontece porque o corpo usa diferentes combustíveis para obter energia: carboidratos e gordura. Durante os exercícios, nossos músculos geralmente preferem usar os carboidratos, porque são mais fáceis de queimar.

Então, quando terminamos de malhar, nosso estoque de carboidratos está quase zerado. Isso força o organismo a buscar outra fonte de energia dentro do corpo: gordura. Mas isso, só se você praticar exercícios regularmente e suar bastante com eles.

Se você é daqueles que jamais vai entrar em uma academia, a dica numero dez é para você.

10- Faça ginástica do instante

Amy é locutora de rádio. A maior ginástica que ela faz é levantamento de agulha de crochê. Amy fica quase o dia inteiro sentada. Faz alguma coisa na cozinha e vai para o trabalho de metrô. Exercício? Segunda que vem, sem falta! Sempre segunda que vem.

Amy aceitou fazer um novo tipo de exercício: a “ginástica do instante”. Funciona assim: no instante em que atende o celular, em vez de ficar sentada, Amy levanta e anda para lá e para cá. Quando está arrumando a casa, a todo instante Amy sobe e desce as escadas. No instante em que acaba de almoçar, em vez de bater papo sentada, ela vai tagarelando com o amigo num passeio pelo bairro. E no momento de pegar o ônibus ou o metrô, Amy desce uma estação antes ou depois, só para andar um pouquinho mais. Não fica parada na escada rolante e nem mesmo na hora de falar com seus ouvintes.

Resultado: com essas pequenas mudanças, Amy passou a queimar 240 calorias a mais por dia. Se fizesse assim durante um ano todo, perderia até 12 quilos.

Aproveite as dicas! Sua saúde agradece!

Fonte: fantastico.globo.com

 

 

Beba água com o estômago vazio.

Para conhecer e praticar! BEBA água com estômago vazio Hoje é muito

popular no Japão beber água imediatamente após levantar, na parte da

manhã.

Além disso, a evidência científica tem demonstrado estes valores.

Abaixo divulgamos uma descrição da utilização da água para os nossos leitores.

Para idosos com doenças graves e doenças em tratamento médico, a água

tem sido muito bem sucedida.

Para a sociedade médica japonesa,  uma cura de até 100% para as

seguintes doenças: Dores de cabeça, corpo ferido, problemas cardíacos,

artrite, taquicardia, epilepsia, excesso de gordura, bronquite, asma,

tuberculose, meningite, aparelho urinário e doenças renais, vômitos,

gastrite, diarréia, diabetes, hemorróidas, todas as doenças oculares,

obstipação, útero, câncer e distúrbios menstruais, doenças de ouvido,

nariz e garganta. Método de tratamento:

1. Na parte da manhã e antes de escovar os dentes, beber 4 x 160ml

copos de água.

2. Lavar e limpar a boca, mas não comer ou beber nada durante 45 minutos.

3. Após 45 minutos, você pode comer e beber normalmente.

4. Após os 15 minutos do lanche, almoço e jantar não se deve comer ou

beber nada durante 2 horas.

5. Pessoas idosas ou doentes que não podem beber 4 copos de água, no

início podem começar por tomar um copo de água e aumentar gradualmente

a quantidade para 4 copos por dia.

6. O método de tratamento cura doenças e outros podem desfrutar de uma

vida mais saudável.

A lista que se segue apresenta o número de dias que requer tratamento

para curar / controlar ou reduzir as principais doenças:

1. Pressão Alta – 30 dias

2. Gastrite – 10 dias

3. Diabetes – 30 dias

4. Obstipação – 10 dias

5. Câncer – 180 dias

6. Tuberculose – 90 dias

7. Os doentes com artrite devem continuar o tratamento para apenas 3

dias na primeira semana e, desde a segunda semana, diariamente.

Este método de tratamento não tem efeitos secundários. No entanto, no

início do tratamento terá de urinar frequentemente.

É melhor, se continuarmos com o tratamento, porque este procedimento

funciona como uma rotina de nossas vidas. Beber água é saudável e dá

energia.

Isto faz sentido: o chinês e o japonês bebem líquido quente com as

refeições, e não água fria.

Talvez tenha chegado o momento de mudar seus hábitos de água potável

para água quente, enquanto se come. Nada a perder, tudo a ganhar …!

Para quem gosta de beber água fria, esta secção aplica-se a eles.

É bom beber um copo de água fria ou uma bebida fria após a refeição,

porém, a água fria ou bebida fria solidifica o alimento gorduroso que

você acabou de comer. Isso retarda a digestão.

Uma vez que essa ‘mistura’ reage com o ácido digestivo, ela reparte-se

e é absorvida mais rapidamente do que o alimento sólido para o trato

gastrointestinal. Isto danificada o intestino.

Muito em breve, isso vai se transformar em gordura e pode nos levar ao

câncer. É melhor tomar uma sopa quente ou água quente após cada

refeição.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sabiam que o mel é o alimento completo? E que com uma colher de sopa de mel por dia, um ser humano adulto sobrevive sem comer mais nada? Tenha sempre mel em casa!

O mel e a canela

Qual é o único alimento que não estraga? O mel de abelhas. A mistura de Mel e Canela cura a maioria das doenças. O mel é produzido em quase todos os países do mundo. Apesar de ser doce, a ciência demonstrou que, tomado em doses normais como medicamento, o mel não faz mal aos diabéticos. A revista “Weekly World New” do Canadá, na sua edição de 17 de Janeiro de 1995, publicou uma lista das doenças que são curadas pelo mel misturado com Canela.

Doenças do coração

Faça uma pasta de mel com canela. Coloque no pão e coma-o regularmente no café da manhã no lugar de manteiga e geléia Reduz o colesterol nas artérias e previne problemas no coração. Também previne novos enfartos nas pessoas que já tiveram um antes. O uso regular deste processo diminui a falta de ar e fortalece as batidas do coração. Nos Estados Unidos e Canadá, se utiliza esta pasta continuamente nos asilos, descobriu-se que o mel com canela revitaliza as artérias e veias dos pacientes idosos e as limpa.

Picadas de inseto

Misture uma colherzinha de mel, duas colherzinhas de água morna e uma colherzinha de canela em pó. Faça uma pasta com os ingredientes e esfregue-a suavemente sobre a picada. A dor e a coceira irão desaparecer em um ou dois minutos.

Artrite

Misturar uma xícara de água quente com duas colheradas de mel e uma colherzinha de canela em pó. Beber uma de manhã e uma de noite. Se tomar com freqüência pode até curar a artrite crônica. Numa pesquisa feita na Universidade de Kopenhagen os médicos deram aos seus pacientes diariamente, antes do café da manhã, uma colherada e mel e 1/2 de canela em pó. Em uma semana, de 200 pacientes que seguiram o tratamento, 75 deixaram de ter dor inteiramente. Um mês depois todos os pacientes estavam livres da dor, mesmo aqueles que quase não conseguiam já caminhar.

Perda de cabelo

Os que sofrem de calvície ou estão perdendo o cabelo, podem aplicar uma pasta de azeite de oliva o mais quente que resistir, uma colherada de mel e uma colherzinha de canela em pó no couro cabeludo. Deixar por 15 minutos antes de lavar. Foi comprovado que é eficiente mesmo quem deixar a pasta na sua cabeça somente 5 minutos.

Infecções de rins

Um copo de água morna misturada com duas colheradas de canela em pó e uma colherada de mel, mata os germens que produzem infecção nos rins. Tomar de manhã e de tarde até que a infecção acabe.

Dor de dente

Fazer uma pasta com uma colherzinha de canela e cinco colherzinhas de mel e aplicar no dente que está doendo, repita pelo menos 3 vezes ao dia.

Colesterol

Duas colheradas de mel com três colherzinhas de canela misturados em meio litro de água. Deve tomar-se 3 vezes ao dia, isto reduz o colesterol em 10% em 2 horas. Tomado diariamente elimina o colesterol completamente.

Resfriados

Para curar completamente sinusites, tosse crônica e resfriados comuns ou severos, misturar uma colherada de mel morna com 1/4 colherada de canela em pó e tomar com freqüência. A mistura de mel com canela também alivia os gases no estômago, fortalece o sistema de imunidade, e alivia a indigestão.

Velhice

Também evita os estragos da idade quando se toma regularmente. Misturar 4 colheradas de mel, uma colherada de canela e três xícaras de água. Ferva para fazer um chá com estes ingredientes e beba 1/4 de xícara, três ou quatro vezes ao dia. Mantém a pele fresca e suave, e diminui os sintomas da idade avançada. Beber este chá alonga a vida e até uma pessoa de 100 anos pode melhorar muito e se sentir como alguém muito mais jovem.

Perda de peso

Diariamente, meia hora antes de deitar e meia hora antes de tomar café, beba mel com canela fervido numa xícara de água. Se beber todo dia reduz o peso até de pessoas muito obesas.

Dor de garganta

Tome de quatro em quatro horas uma colherada de mel misturada com meia colher de vinagre de sidra.

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma idéia brilhante que pode afastar o Alzheimer

Não há nada que assuste mais as pessoas adultas do que a demência. E quando eu digo nada é absolutamente nada mesmo. Os adultos têm mais medo da demência do que da doença cardíaca e até mesmo do câncer. Para essas pessoas a idéia de perder a mente devagar até que não haja mais nada é pior do que esses males juntos.

Neste exato momento uma em cada oito pessoas que estão na terceira idade – incluindo metade de todas acima dos 85 anos – está lutando contra a demência em pleno desenvolvimento. Isso totaliza 5,2 milhões de americanos e é previsto que esse número se agigante em 16 milhões até 2050.

A demência é tão comum entre as pessoas que muitas pensam que ela simplesmente faz parte do envelhecimento, mas nada podia estar mais longe da verdade do que isso!

Quando se trata de saúde mental nada é inevitável. Mas há um passo que você pode dar agora mesmo para proteger a sua própria mente, ainda que pense que já está apresentando os sinais de uma desaceleração cognitiva. E esse passo é dado da porta para fora, onde o sol está brilhando, isso porque a vitamina D que você obterá durante essa exposição ao sol tem o poder de…

…Varrer os danos da demência da sua mente!

O beta-amilóide é um peptídeo que forma as placas encontradas nos cérebros de pacientes com demência. Os cientistas não sabem como ou por que elas se formam, mas eles sabem de uma coisa: quando estas placas começam a se acumular, a demência geralmente vem logo atrás.

Você não consegue limpar esta placa com uma droga e não há nenhuma cirurgia que possa reparar o seu cérebro uma vez que ela apareça. Mas a vitamina D3 que é a forma natural da vitamina D, diferente da sintética e inútil vitamina D2, pode realmente ligar um gene que transforma as suas células sanguíneas brancas em mísseis que caçam a placa. Uma vez que elas recebem o sinal, as células sanguíneas brancas encontram a placa, cercam-na e levam-na embora.

É como ter um time de defensores movidos à energia solar ao seu lado!

O mesmo estudo descobriu que a curcumina tem um efeito similar. Ela é o poderoso anti-inflamatório encontrado no curry que lhe dá um sabor tão excitante.

Felizmente, a curcumina é facilmente disponível na forma suplementar e acrescentá-la a sua dieta não é má ideia, já que os benefícios vão bem mais longe do que a proteção contra a demência.

Mas agora vamos focar na vitamina D, até porque este novo estudo não veio do límpido céu azul.  As evidências vêm se acumulando já faz um bom tempo, incluindo dezenas de estudos publicados nos últimos poucos anos.

Veja alguns exemplos:

  • Um estudo de 2010, realizado com 810 italianos da terceira idade, descobriu que aqueles com nível sanguíneo de vitamina D abaixo de 25 nanomoles por litro eram 60% mais prováveis de sofrer declínio cognitivo substancial.

  • Em 2009, pesquisadores da Tufts descobriram que as pessoas da terceira idade com baixa vitamina D tinham um duplo risco de demência, doença de Alzheimer e derrame.

  • Ainda em 2009, os pesquisadores da Cambridge descobriram que as pessoas da terceira idade com os menores níveis de vitamina D tinham 2,3 vezes o risco de prejuízo cognitivo do que aquelas com os mais altos, especialmente os homens.

  • Neste mesmo ano, um estudo francês sobre mulheres acima de 75 anos descobriu que aquelas com os menores níveis de vitamina D tinham problemas cognitivos como perda de memória e até a inabilidade de fazer aritmética simples.

No mundo todo, os pesquisadores estão chegando à mesma conclusão.  E isso não está nem perto de ser toda a evidência e sim apenas alguma parte das mais recentes.

Outros estudos têm descoberto que altos níveis de vitamina D podem aumentar a memória, cortar a inflamação cerebral e até estimular o crescimento de células nervosas no cérebro. Mas, a não ser que você tenha acatado os meus conselhos…

…Você provavelmente está muito deficiente em vitamina D.

Até 90% das pessoas na terceira idade sofrem de níveis subótimos de vitamina D (você reconhecerá os outros 10% pelo bronzeado).  Você poderia fazer um exame de sangue para te ajudar a saber em que pé se encontra, mas seria uma perda de tempo porque você certamente precisa de mais.

Existem duas maneiras de obter essa vitamina. Uma é barata e a outra é de graça.  O problema é que você foi obrigado a se afastar das duas.

Você conhece aquela que é de graça muito bem, mesmo que você não tenha visto ultimamente.  Você pode estar o ignorando, mas ele não ignora você; ele só está pairando do outro lado da sua janela por aproximadamente 12 horas por dia, como um amante abandonado, só esperando uma espreitada.

É o sol!

A exposição ao sol é a maneira mais fácil de fazer a fábrica de hormônios do seu corpo funcionar mais eficientemente que as plantas chinesas que produzem os iPads.

E quando a sua fábrica movida ao sol está funcionando em pleno vapor você tem acesso a algo muito mais valioso do que uma engenhoca qualquer. Você tem acesso à vitamina D que não sai de moda nunca.

Mas isso por si só não será o suficiente para muitas pessoas. É por isso que eu recomendo um suplemento de vitamina D mesmo para as pessoas que moram em locais ensolarados, só para ter certeza de que elas obtenham o que precisam.

Naturalmente, dizem que você não precisa deste suplemento e que a maioria das pessoas já consegue toda a vitamina D necessária. Dizem também que tudo o que você precisa é de 600 UI por dia, no final das contas. Esses mesmos gênios também alegam que 10.000 UI de vitamina D é MORTAL, apesar do fato de que você obterá pelo menos esta quantia e talvez até mais com apenas 30 minutos de exposição ao sol na praia.

Eu vou muito à praia e eu não tive que pular sobre nenhum cadáver lá até agora.

Você quer isso! Você precisa disso! E não vá confiando em ninguém que te diga outra coisa.  As necessidades individuais variam de pessoa para pessoa, mas 4.000 UI é um bom começo para a maioria das pessoas. Para resolver de vez essa questão sugiro que você procure também um médico ortomolecular e/ou um nutrólogo.

Referências Bibliográficas:
- Serum Vitamin D Deficiency as a Predictor of Incident Non-Alzheimer Dementias: A 7-Year Longitudinal Study,” Annweiler C, Rolland Y, et al, Dement Geriatr Cogn Disord, 2012 Jan 19; 32(4): 273-278.
- 25-Hydroxyvitamin D, dementia, and cerebrovascular pathology in elders receiving home services, Buell JS, Tucker KL, et al, Neurology, 2009 Nov 25.
- Vitamin D Deficiency Is Associated With Low Mood and Worse Cognitive Performance in Older Adults,” Wilkins CH, Sheline YI, et al, Am J Geriatr Psychiatry. 2006; 14(12): 1032-1040.
- Higher serum vitamin D3 levels are associated with better cognitive test performance in patients with Alzheimer’s disease,” Oudshoorn C, Mattace-Raso FU, et al, Dement Geriatr Cogn Disord, 2008; 25(6): 539-43.
 
 
 
 

 

 

 

Cadastre seu e-mail e receba novas atualizações do site.

Assine a nossa newsletter:


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!